Democratização da mídias. Precisamos falar sobre isso.

A ausência de respeito e consideração com todos os cidadãos do norte e nordeste do nosso país manifestada pelos meios de comunicação do nosso país,( que é bom sempre lembrar gozam de absurdo lucros para seu enriquecimento cada vez maior) é de uma gravidade profunda.

Esta pratica discriminatória que foi vista pela população brasileira por vários veículos de comunicação, fere profundamente com sutilize de crueldade a dignidade do outro.imagesbllyin2

Um pedido de desculpa, que não houve é muito pouco. Este pedido de desculpa se tivesse ocorrido pelos cais de mídia, não reconstruiria as mazelas, que a fala destes jornalistas proferiram, após o resultado das eleições.

Fiquei assustada, entristecida, profundamente indignada e preocupada em especial com o adolescente do norte e nordeste do nosso país.

O motivo da indignação é visível: os jovens adolescentes que não encontro modelos para construir sua identidade com auto estima adequada, pois as grandes mídias não proporcionam modelos que permitem ao jovem adolescente identificar-se com seu lugar, com sua história e menos ainda não propõem modelos que permitam aos jovens apoderar-se da sua identidade tornando-se protagonista da usa história.

Percebo que a imobilidade é grande. O jovem construir sua identidade é muito difícil todas as mídias compartilham com modelos que nega a construção verdadeira do jovem adolescente. A mídia sempre estimula ao jovem adolescente a negar sua origem, seu lugar,sua história ela perpetua um único modelo. E pronto. As mídias desconsideram valores, costumes, particularidades e diversidade. O Brasil todo tem apenas um sotaque. Isto é grave!

O fato de um meio de comunicação de domínio nacional vem a público e diminui ainda mais a identidade e compara a algo insignificante é um ato que produz grande males na identidade do jovem adolescente. Fere profundamente em muitos de nós, ditos adultos maduros imagine o que poderá acontecer com a estima de um jovem, que percebe sua origem ser desconsiderada, diminuída, desvalorizada. Podemos supor o estrago que é possível acontecer na construção de identidade do jovem adolescente.

Sabemos que por conta do contexto social os jovens adolescentes não encontro apoio, de amigos, familiares, adultos, responsáveis, lideres religiosos, educadores, professores, (que muitas vezes este profissional por falta de informação compartilha do olhar desta mídia opressora e não percebe o trágico cárcere, que esta mídia brasileira é capaz de produzir por décadas). E lamentavelmente e produziu.bullyin 4

Este adolescente esta à disposição inconsciente desta mídia perversa e cruel. Sofre “Bull yin” público e televisivo sem que nada seja feito em defesa deste adolescente, no sentido da valorização da sua naturalidade. Penso que esta atitude de vários jornalistas é no mínimo um crime contra a natureza do ser. Lamentável que o ministério público ainda não tenha se manifestado a este respeito. Penso que as emissoras que permitiram que seus jornalistas provocassem tamanha tragédia, sobre o desrespeito com a naturalidade dos jovens cidadão brasileiros precisam ser responsabilizadas por sua atitude. As mídias precisam ser responsabilizadas, o seu lucro absurdo precisa ser reavaliado. Os cidadãos comuns devem ter direito de defesa. Sempre. Isto ainda não ocorre. Penso que as mídias sabem o que venha a ser “Bull yin” . O jornalista Diogo Mainardi é representante de uma grande mídia brasileira. Ele precisa ser responsabilizado. ”BULLYIN” violência física ou psicológica. Os psicoterapeutas, os psicólogos, os advogados, os professores, os filósofos, os diretores, na figura de suas organizações e a sociedade precisa solicitar responsabilidades das mídia brasileira. Estamos vivendo um período que será um divisor de práticas cidadãs. Espero. Lúcia di Fátima

 

 

Anúncios

Sobre luciadifatima
Que eu me lembre...sempre gostei de compreender a vida observando ou fazendo uso de imagens...quando adolescente amava fazer recorte e colagem...quando o professor de Arte pedia pra interpretar poemas e temas usando imagens de revistas velhas.O trabalho com a pesquisa de imagens era pra mim um encanto. Hoje sinto que as convivências humanas são direcionadas por eternos recortes e colagens...Humanamente recheados e colados por acertos e erros...os registros gravados neste espaço pretendem estimular e ampliar...reflexões...que busque a construção da melhoria das nossas convivências. O trabalho com educação que realizei durantes alguns anos, principalmente com crianças, amplia a esperança em nos tornarmos cada vez mais humanos. Provavelmente trocaremos saberes sobre mil coisas. Agradeço sua participação e a sua significativa contribuição neste processo de emancipação cidadã para todos e com todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: