Pais. Um carinhoso e afetuoso abraço.

Pais… papéis importantes para os sujeitos, da história, de quem deseja construir uma família. Figuras fundamentais hoje, ontem e sempre. Papéis carregados de “um tudo” que o ser humano precisa, para sobreviver na sociedade atual. Portos seguros de toda e qualquer criança do planeta. Trago comigo um tanto de preocupação com os jovens, que se tornaram pais sem perceber a grandeza e a responsabilidade que fazem parte de seu papel: Ser Pais. Trago saudade dos pais que se foram, alegrias dos pais lindos que sabem a responsabilidade e a alegria de assumir, o Papel de serem pais. Que usando dos erros e acertos caminham, em direção que indica que seus filhos experimentam ações fundamentadas em justiça, solidariedade, amorosidade e humanidade. Parabéns pela coragem de viver este grande desafio, de serem, Bons Pais.

O MEU  PAI – livro de Anthony Browne

Anúncios

Educação Infantil

Estou vivendo um momento, no qual percebo que, as construções afetivas, são imprescindíveis na educação infantil. Trouxe comigo as contribuições de Anthony Browne.

Livro recomendado para a Educação Pré-Escolar, destinado a ler em voz alta/contar/trabalhar na sala de aula.

Recomendado para o 1º ano de escolaridade destinado a leitura autónoma e/ou leitura com apoio do professor ou dos pais.
Também recomendado para projectos relacionados com o Natal nos Jardins de Infância, 1º e 2º anos.

O livro ideal para filhos, filhas… e especialmente mães. Livro cartonado, ilustrado a cores. Uma homenagem às mães num livro cheio de ternura. «A minha mãe podia ser bailarina ou astronauta, podia ser uma estrela de cinema ou uma grande empresária. Mas é a Minha mãe, que há-de gostar sempre de mim.»

 Este livro é um tributo aos pais num álbum cheio de afecto e de humor. Anthony Browne, alia breves frases a ilustrações muito ricas que proporcionam ao leitor uma interpretação imediata do tema. A importância da figura paternal é comunicada ao leitor através da perspectiva de uma criança que destaca as inúmeras qualidades e atributos do seu Pai. O fato de este se encontrar caracterizado por um roupão em todas as imagens, suscita um ambiente familiar informal em que a criança, através dos elementos visuais percepciona facilmente as comparações feitas. A relação entre texto e ilustrações é peculiar, visto que a expressividade das imagens permite aos leitores captarem as metáforas referidas pelo texto. Este livro é ideal para ser lido no seio familiar, podendo criar um excelente momento de cumplicidade e união entre pais e filhos.

O Meu Pai

«O meu pai podia ser um doutor ou um atleta, podia ser um dançarino ou um grande cantor. Mas é o MEU pai, que há-de gostar sempre de mim.»
Anthony Browne
Anthony Browne é um grande autor e ilustrador inglês de livros infantis, somando cerca de 40 títulos editados. Foi aluno do Leeds Art College, tendo-se licenciado em artes gráficas no ano de 1967. Recebeu vários prémios, dos quais se destacam o Kate Greenaway Medal em 1983 (Gorilla) e 1992 (Zoo); o Prémio Kurt Maschler, por Gorilla(1983), Alice`s Adventure in Wonderland (1988) e Voices in the Park (1998). É detentor do muito prestigiado prémio Hans Christian Andersen (o «Nobel» da literatura infantil) de ilustração, no ano 2000. Mais recentemente foi ilustrador residente das célebres galerias Tate.
%d blogueiros gostam disto: