SILÊNCIO GRITANTE

Já postei outro dia aqui, a respeito  de um sonho que tive sobre a mídia dominante do nosso país. No sonho relatava  que  a mídia conseguia ser coerente e dizia   sobre e porquê direcionava  os fatos e omitia a verdade do povo. Dizia  também por quais motivos fazia isto. Há muitos e muitos anos. Sonhei. Hoje estamos vendo e ouvindo este silêncio gritante. Os ventos estão há mudar… Será??Bom que assim seja!

Os ventos estão há mudar… Será??Bom que assim seja!

Os ventos estão há mudar… Será??Bom que assim seja!

Anúncios

HOJE EU TIVE UM SONHO…

Hoje eu tive um sonhosonhei que a mídia era uma criança que havia decidido ser verdadeira com o povo brasileiro e tinha como objetivo educar com verdade histórica e respeito às diferentes necessidades especiais, por isso tentava explicar com cuidado e detalhes a grande perversidade que é o capitalismo… sonhei…será que é possível realmente  começar a sonhar junto?? Será??  Vendo algumas imagens desta semana e fazendo uma reflexão bem intimista… caros amigos fui rever um pouco do que trago comigo sobre minhas lembranças do que foi passado em algum momento na escola. Bom… tinha na parede da memória três coisas a escravidão, preconceito e a força do trabalho. Tentei pensar sobre qual categoria de coisas eu estava prestando atenção. Então me lembrei do inesquecível e fantástico, Karl Marx na sua teoria sobre luta de classes…sinto Marx muito atual.

“A história de toda sociedade passada é a história da luta de classes”.

Também fui rever a escravidão no Brasil… “Durante mais de três séculos a escravidão foi a forma de trabalho predominante na sociedade brasileira. Além disso, o Brasil foi a última nação da América a abolir a escravidão. Num país de 500 anos, um fato que perdurou por 300 anos assume grande importância na formação da sociedade brasileira.”

Só relembrando…

Eles eram capturados nas terras onde viviam na África e trazidos à força para a América, em grandes navios, em condições miseráveis e desumanas. Muitos morriam durante a viagem através do oceano Atlântico, vítimas de doenças, de maus tratos e da fome. Os escravos que sobreviviam à travessia, ao chegar ao Brasil, eram logo separados do seu grupo lingüístico e cultural africano e misturados com outros de tribos diversas para que não pudessem se comunicar. Nestas lembranças sempre relembro Marx sobre ação de domínio de um homem sobre o outro.

Fiquei tentando compreender porque o estado das coisas não muda no nosso país, ai deparei com um paredão… chamado Educação...se a educação em si  reproduz o modelo de sociedade  que tem como base de existência o capital, que ainda se  quer discute com maturidade  as nossas questões  sociais básicas…como se…estando  envolvidos por diferentes tipos de preconceitos… e de construções de conhecimentos nem todos verdadeiros, como nossa sociedade… tem condições de refletir sobre os temas eleitos pela mídia dominante… A nossa mídia penso, eu que sabe, faz parte da classe dominante do nosso país…Como essa mídia consegue permanecer tão cruel…arrogante e prepotente…e não faz nenhuma grande manchete…sobre a força do trabalho e da coragem que   a  população Africana foi obrigada a dar pelo nosso país.  Como valorizar com justeza a eleição de uma mulher guerreira (DILMA) e como reconhecer a coragem de uma de um povo que diz:- não! Para a mídia e elege pela segunda vez um operário pra ser presidente.

Nosso país precisa  levar a sério e rever sua história…Parabéns Lázaro Ramos… você entrou para a história deste país…

Depois destes   dois presidentes a história do Brasil precisa ser contada com dados verdadeiros…espero…JÁ que a esperança é a última que morre…espero…



%d blogueiros gostam disto: